Quem sou eu

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

A CÂMARA SECRETA DO CORAÇÃO

Esta aula sobre a Câmara Secreta do Coração foi realizada no Grupo de Estudos Manto Dourado do Senhor Lanto-Londrina, PR, filiado à Summit Lighthouse do Brasil. Reunimos informações de literatura que se encontra citada no final desta aula. Nosso site é inteiramente dedicado à divulgação dos ensinamentos dos Mestres Ascensos ditados aos mensageiros Elizabeth Clare Prophet e Mark Prophet para o buscadores de luz.



A CÂMARA SECRETA DO CORAÇÃO.
ALGUMAS CITAÇÕES DOS MESTRES ASCENSOS SOBRE O ASSUNTO.


O CHACRA DO CORAÇÃO


“O coração é o lugar dos grandes encontros. É onde encontramos o nosso Eu Real e Deus. Sempre que esse encontro acontece, dá-se uma transformação alquímica e nunca mais somos os mesmos. "

“O chacra mais importante é o de 12 pétalas do coração. A partir dele, a energia da vida é distribuída para os outros seis chacras principais e para os cinco secundários (ligados aos raios secretos) e dali para todas as células e centros nervosos nos quatro corpos inferiores. O coração é o local onde os fogos róseos do amor ardem reluzentes. Seu coração é um foco do Grande Sol Central. Deus assim o fez. Quando você mantém seu coração na vibração do amor de Cristo, com compaixão por toda a vida, descobre que ela é una, pois, a partir do coração, emanam as questões da vida que conduzem à Fonte Única. “ Elizabeth Clare Prophet

“ O magneto que criais dentro do chacra do coração é o triângulo ascendente. Quanto mais meditardes nesse triângulo superposto ao chacra do coração, mais ele se tornará a realidade das dimensões da Sagrada Trindade, encarnada na chama trina selada na câmara secreta do coração. Assim como é certo que o chamado compele a resposta, a presença desse campo de força, desse triângulo, combinada com as letras da chama vivente “EU SOU O QUE EU SOU”, atrairá o triângulo descendente da consciência de Deus para o chacra do coração. E essa fusão de Criador e criação pela intercessão do Cristo Pessoal é o fundamento do nosso exercício, pelo qual a aura do homem se torna a aura de Deus ” Mestre Djwal Kul


A CÂMARA SECRETA DO CORAÇÃO

“Os místicos descrevem o coração como o local de refúgio, onde podemos nos refugiar para conversar com Deus. Também revelam que, dentro do nosso coração, existe, por assim dizer, uma antecâmara. Este é o nosso templo interior, o nosso tabernáculo e catedral – a nossa sala de meditação particular. No hinduísmo, o santuário interior é conhecido como oitavo chacra, chamado Anada Kanda. Jesus referiu-se à câmara secreta quando afirmou: “Quando orares, entra no seu privado e, quando fechardes a porta, ora ao Pai que está no secreto”.Elizabeth Clare Prophet


“A câmara secreta do coração é a passagem para dimensões cósmicas. “O pequeno espaço dentro do coração é tão grande quanto este vasto universo”, diz o antigo Chadoya Upanishad. “Os céus e a terra estão lá, o sol, a luz e as estrelas também, o fogo, o relâmpago e os ventos estão lá, e tudo o que existe e o que não existe também. Ao entrarmos no nosso chacra do coração durante a meditação, lá existe como que uma porta dos fundos, que leva à câmara secreta. Nela, sentado em um trono, está o nosso instrutor interno, o nosso Eu Superior. Esse amigo querido, que nos provê de orientação divina e conexão espiritual, é chamado nas várias tradições espirituais por diferentes nomes. No hinduísmo é o Atman, no cristianismo é a Luz Interior. Jesus descobriu que o Ser Interior era o “Cristo” e Gautama o “Buda”. Por isso, esse Eu Superior é às vezes chamado de Cristo Interior ou Buda Interior.” Elizabet Clare Prophet

“A acústica especial da câmara secreta do coração nos permite escutar a “pequena voz” de Deus e do nosso Eu Superior, de receber a orientação divina e a compreensão de que precisamos tão desesperadamente. Com muita freqüência, achamos que estamos ocupados demais para parar e escutar. Mas a câmara secreta não está muito longe de nós. Não é preciso muito tempo para deslizar para dentro e termos uma rápida conversa com nosso instrutor interno.” Elizabeth Clare Prophet

“Vossa chama trina da vida está selada no chacra de oito pétalas, denominado câmara secreta, ou oculta, do coração. A chama trina, ou centelha divina, faz do vosso coração uma réplica do coração de Deus. Ela é, literalmente, uma centelha do fogo sagrado do próprio coração de Deus. A chama trina é o ponto de contato da vossa alma com a Origem Suprema de toda a vida. É o potencial para vos tornardes a plenitude de tudo o que é o vosso Eu Verdadeiro.
A chama trina possui três plumas que representam os três atributos primários de Deus. A pluma azul (à vossa esquerda) encarna o poder de Deus. A pluma amarela (no centro) encarna a sabedoria de Deus e a pluma cor-de-rosa (à vossa direita ) encarna o amor de Deus. Acessando o poder, a sabedoria e o amor de Deus ancorados na chama trina, podeis cumprir a vossa razão de ser. O núcleo de fogo branco do qual a chama emana é a totalidade de Deus Pai-Mãe, Alfa e Ômega, que manifesta o princípio e o fim de todos os ciclos do vosso ser.” Mestre Djwal Kul

“Penetrar no Jardim do Coração é adentrar uma câmara existente na mente de Deus que pode se manifestar como o Seu reino em vosso interior, por meio da meditação e da visualização. Os Salmos foram escritos como louvores ao Senhor, a quem Davi conheceu quando entrou nessa câmara. Peço que também o façais.
Ela é o local em que os planos da matéria são consagrados pelos fogos do coração até o ponto exato da perfeição. Por essa razão os devotos do Oriente vêem a terra transformada em jóias de cristal. Esmeraldas, diamantes, rubis compõem a ilha situada em meio do oceano de néctar; e a essência do Espírito Mais Santo é a fragrância das árvores florescentes. Deveis também usar vossa imaginação para criardes essa cena régia, condizente com vosso Cristo Pessoal e com vosso guru Mestre Ascenso.” Mestre Djwal Kul

“As oito pétalas do chacra secundário do coração simbolizam mestria dos setes raios, pela chama do Cristo (denominada chama trina) e por sua integração no oitavo raio.

Para que possais alcançar a consciência crística dos sete raios, dou-vos o exercício de visualizardes cada um dos sete chohans (senhores dos raios). Em seguida, continuaremos a expandir a aura, passo a passo, de acordo com a consciência desses gurus Mestres Ascensos.
Em toda precipitação, é aconselhável serdes específicos. Assim, traçai um esboço mental detalhado dessa ilha adornada com jóias, suspensa em um mar reluzente. Em seguida, visualizai-vos caminhando pela beira-mar, entre árvores tropicais, e em meio à vegetação, em direção ao promontório central e mais elevado da ilha.

Aves exóticas e flores de matizes delicados e brilhantes tornam a cena mais vívida. Logo ouvireis o canto dos pássaros que entoam a música celestial e afinam a alma com as frequência do plano em que o triângulo ascendente da matéria encontra o triângulo descendente do Espírito.
Quando chegardes ao centro da vossa ilha no sol, visualizai especificamente a plataforma e o trono consagrados à imagem e à sagrada presença do Mestre. Talvez desejeis examinar obras históricas que mostram os mais belos tronos construídos para reis e rainhas deste mundo. Selecionai um que seja ricamente entalhado, folheado a ouro e incrustado com jóias preciosas e semipreciosas e visualizai sobre ele uma almofada de veludo. Deve haver uma almofada para cada uma das cores dos sete raios, sobre as quais os chohans se sentarão nos sete dias da semana e vos receberão em nome do Cristo. “ Mestre Djwal Kul

“Esse é o local em que o chela contata o guru. E onde as leis do cosmo são escritas nas partes internas do homem, as leis transmitidas pelas religiões do mundo. A Lei é inscrita nas paredes internas da câmara secreta do coração. Aqui, o salmista tem prazer na Lei do Senhor. Essa câmara é o santuário da meditação, o local para onde as almas dos guardiães da chama se retiram. Nessa câmara, devemos buscar a Presença Mestra, que todo discípulo do Cristo verá, assim como ele é.
Assim, Deus conhece vossos corações. E os puros de coração verão a Deus no interior da câmara secreta do coração, enquanto que os que vivem nas trevas exteriores, estimados pelos homens, são abomináveis aos Seus olhos.” Mestre Dwjal Kul