Quem sou eu

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

MUITO ALÉM DESTE MUNDO ESTÁ A VIDA QUE TE ANIMA...

MUITO ALÉM DESTE MUNDO ESTÁ A VIDA QUE TE ANIMA...


És viajante cósmico e hás de reconhecer tua jornada. No caminho espiritual penetrarás estados cada vez mais elevados, e tua consciência se ampliará. És portador de uma chama de sabedoria em níveis profundos do teu ser. Assim, obedece às indicações internas que te são dadas. Além de guiar-te, essa chama iluminará o caminho de irmãos cujos passos seguem os teus.

Para trilhares a senda evolutiva não bastam promessas, precisas realmente avançar. Quedas são inevitáveis, e a sabedoria está em te ergueres sem demora e te afastares de novos riscos. Não programes em excesso nem cries expectativas nesta etapa da tua evolução. Na trajetória ascendente em que te encontras serás imbuído do poder oculto da fé. Deixa a procura de comprovações para os incrédulos e identifica-te com a fé que existe nos níveis mais profundos do teu ser.

Se contactares tua essência, preciosas indicações se tornarão acessíveis a ti. Quando chegar o momento de transpores o portal da vida interior, verás que o raciocínio, a dedução e a análise não te levam além do véu das aparências. Não te enevoes com pensamentos concretos que te desviam do saber intuitivo. A lição mais necessária para o momento presente é trazida neste mesmo instante. Sabedoria é estar em ressonância com o fluxo da vida, é seguir a lei espiritual que se apresenta a cada etapa.

Teus corpos materiais e os subtis devem impregnar-se de reverência à Vida imanente em todo o universo. Tudo o que tens a fazer é entregar-te a Ela e deixar que Sua verdade se revele. Para utilizares a matéria que carregas, precisas de novas energias. Teu corpo físico se aperfeiçoa quando responde às vibrações da luz, do amor e da harmonia do teu ser mais elevado. À medida que a luz das tuas células for despertando, novos ensinamentos emergirão do teu mundo interior. Usa a sublime energia que te anima e não deixes que o mal se infiltre e se alastre em ti.

Quando a Paz interior toca os corpos, os sentidos se calam, a razão humana se recolhe e podes saber-te unido à Vida que tudo anima.

És viajante cósmico e hás de reconhecer tua jornada...

Texto adaptado das REFLEXÕES SOBRE O CAMINHO e a ASCENSÃO - Trigueirinho